Follow by Email

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

FEITIÇO por Maduro


Poema inspirado na peça A bruxinha que era boa, de Maria Clara Machado, encenada pelo Teatro dos Alunos do Colégio Objetivo (TACO), Colégio Minas Austral, em Itanhandu. A encenação foi apresentada no Salão Nobre da Fundação Itanhanduense durante a Mostra Aberta de Teatro Escolar, promovida pelo Colégio Minas Austral e organizada por Gláucia Aparecida de Lorenzo, professora dessa institução de ensino e da Escola Estadual Professor Souza Nilo, cujos alunos também participaram com suas peças. A personagem Fredegunda, em A bruxinha que era boa, era minha filha Alice de Lorenzo Coelho.

Se houver talento
Fogo, água, terra e vento
Se houver alquimia
Éter sulfúrico e maisena

Reúna todos os elementos
Sem medo do resultado
Nada deve ser aos poucos
Faça tudo multiplicado

Dos meios o mais sutis
Pode sair o macabro
E da singeleza da flor
A fétida lembrança

Ponha asa de morcego
Se quiser esperança
Pois asas são asas
E o sangue é vida

Nada de tradicional
Nada de ortodoxo
Pegue osso de galinha
Jogue na sorte

Ao cantar do galo
Ao pulo do gato
Nenhum espasmo
Seu corpo jaz morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário